Brasil está no G20 de produtores de energia solar no mundo

4 de dezembro de 2018

Brasil está no G20 de produtores de energia solar no mundo

O Brasil em 2018 vem forte para fazer parte do ranking dos 20 maiores produtores de energia solar do mundo. O grande crescimento da tecnologia por aqui, com a potência de 2,6 GW de geração centralizada, que já foi contratada colaborará para que o objetivo seja alcançado.

Os números foram divulgados pelo Ministério de Minas e Energia (MME), através do boletim “Energia Solar no Brasil e no Mundo” (2015). Segundo o informativo, em 2014, 31 projetos foram contratados em leilões (890 MW, já em 2015, mais 63 projetos (1.763 MW) foram contratados.

Com os números somados, ambos os anos totalizaram 2.653 MW de capacidade instalada. Entre os países que mais somaram potência instalada estão a China, Estados Unidos, Alemanha, Japão e Itália. Juntos, estes países correspondem por 68% do total mundial produzido.

Dentre todos os países, a China alcançou o 1º lugar no ranking mundial de geração e os EUA ficaram na 2ª posição. Os dois superaram a Alemanha, que foi líder do ranking no ano de 2014.

Os dados da Agência Internacional Energia (IEA) revelarão que a geração de energia elétrica em 2050 poderá corresponder a cerca de 11% da oferta mundial de energia elétrica, com aproximadamente (5 mil TWh). Isso significa que a área coberta por painéis será de de 8 mil km².

No Brasil

O Brasil conta com um crescimento constante de instalações solares. Em 8 meses houve uma triplicação no número de instalações feitas no país, chegando a 4 mil unidades, com potência média de 7,4 KW.

O nordeste já conta com uma linha de crédito para ampliar as ações na área. O financiamento pode ser feito através do Banco do Nordeste e a linha de crédito utiliza recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e tem prazo de pagamento em até 12 anos, com cerca de um ano de carência.

Peça já seu orçamento


Call Now ButtonLigar agora